Pedacinho de Terra

No Alentejo, em Barrancos, contemplo a magnifica paisagem do Parque Natural de Noudar e descubro subitamente a imagem do mapa de Portugal…

Veio-me à ideia a “Jangada de Pedra”,  de José Saramago. Esta obra, publicada em 1986, no ano em que Portugal e Espanha aderiram à C.E.E.,  é mais uma  extraordinária fantasia do autor, que  ironiza sobre a deslocação da Península Ibérica do resto da  Europa, fazendo-a flutuar no oceano…

Nessa viagem, embarcam cinco personagens que acreditavam ter relação direta com o inusitado acontecimento e que se  unem como um grupo em busca de um sentido, enquanto que as autoridades e os políticos se manifestam sobre esta estranha ocorrência…

Começo a fantasiar… E se de repente, em 2012, este ” jardim à beira mar plantado” se despegasse sozinho do resto da Europa… Quem se sentiria responsável para embarcar?… Que decisões  tomariam os nossos políticos?…

Anúncios

5 responses

  1. No passado não gostava muito do Alentejo. Como ia no verão achava árido, desolador…faltava-me a água, o verde, os montes…até que trabalhei numa empresa em que tinhamos uma unidade de negócios precisamente em Barrancos. A partir de determinada altura comecei a ter que ir a Barrancos de 15 em 15 dias! Apesar da dureza da longa viagem, comecei a ver um Alentejo diferente a variar de acordo com as estações do ano, o Alqueva a crescer e passei a descobrir o verdadeiro Alentejo que eu gosto…o da primavera!Bjs

Deixe o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s